#Propósito

 

Imaginar é o princípio da criação.

Nós imaginamos o que desejamos,

queremos o que imaginamos e, finalmente,

criamos aquilo que queremos.

George Bernard Shaw

 

Ando sonhando com o que?

Em que mundo quero viver?

Quem desejo ser?

O que desejo realizar?

A palavra propósito me remete à razão de ser de minhas práticas, plasmada em insights de uma nova vida que eu desejo ver brotar.

Imagens que vou criando com entusiasmo e leveza. Visões que também me criam ao me convidarem a fazer determinadas escolhas.

Intenção de ser melhor. Aspiração. Busca. Vir a ser, ver-me a ser.

Um olhar para dentro e para fora. Um olhar que enxerga uma outra realidade possível e procura compreender como desencadear e sustentar as transformações que levam a ela.

Engendro meu propósito com liberdade criativa. Com abertura para novas relações, novas sinapses. Inspiro o ar fresco das utopias. O oxigênio que alimenta a chama dos meus #sentidos.

Desvendo. Exploro o que ainda não está claro. Esboço. Modelo. Experimento.

Inquieto, conto uma história para que você também possa ver. Escuto carinhosamente as coisas que você me diz, ávido por expansão e comunhão. Fluímos num conversar que entrelaça nossas ideias, desejos e emoções.

Imaginamos juntos. Deixamo-nos envolver pela atmosfera dos sonhos que nos conectam e nos fazem intérpretes e cocriadores do mundo.

A palavra ‘propósito’, em latim, carrega o significado de ‘aquilo que eu coloco adiante’. O que estou buscando. Uma vida com propósito é aquela em que eu entenda as razões pelas quais faço o que faço e pelas quais claramente deixo de fazer o que não faço. Como a sociedade hoje é mais focada no indivíduo, a ideia de propósito está marcada por um conceito que já existiu e voltou com força: o da realização. E a palavra realizar em suas leituras no latim e inglês indica, respectivamente, realizar no sentido de ‘tornar real’, mostrar a mim mesmo o que sou a partir daquilo que faço, e ‘to realise’, na acepção de ‘dar-me conta’. Isso significa a minha consciência.

Mário Sérgio Cortella, em Por que fazemos o que fazemos

 

cloudAR

 

Ver Américo Córdula

 

Ver Aline Fantinatti

 

Ver Karina Saccomanno Ferreira

 

Ver Pedro de Freitas

 

Ver Leandro Oliva

 

Para estimular a criação através do elemento ar, começo a andar cantando melodias, a princípio tudo muito abstrato mas no decorrer do processo vou cantando, colhendo e repetindo, repetindo até criar um formato, ficar orgânico, ficar fluido.

Ando cantando melodias | Victor Pessoa Bezerra

 

Sob a superfície, enterrada sob o peso do desgaste dos esforços passados, ou lentamente gestando dentro da escuridão protetora do calor do útero, há uma nova ideia, um novo conceito, uma nova forma, princípio ou possibilidade- uma nova vida. Ela deve emergir através da superfície em direção à luz…

Allan Kaplan em Artistas do invisível

 

Ir para

Elemento #aprendizadoElemento #sentidoA beleza dos opostos 
Elementos sociocriativos 

Sobre o almanaque 
Como ler? 
Inteligência sociocriativa

Envie conteúdos

 

 

.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s